by Paula Cardoso

Olá! Meu nome é Paula e sou advogada da Mercy For Animals no Brasil.

Em 2018 tive a oportunidade – e o privilégio – de ir a um dos retiros na Banyan Grove e conhecer o incrível trabalho de cuidado, compaixão e fomento ao senso de comunidade conduzido com tanto amor por Ari, Philip, Tashi, Birju e diversas outras pessoas incríveis. Minha caminhada pessoal no universo da meditação não é nova, mas definitivamente o que estava sendo proposto ali era algo que eu nunca havia vivenciado. Um espaço de profundo acolhimento propiciado a nós, ativistas da causa animal.

Agora, em 2020, pude experimentar algo totalmente novo uma vez mais: um retiro online. É claro que existia um receio de que o ambiente virtual pudesse atrapalhar a dinâmica e interação, mas eu conhecia a dedicação e a impecabilidade do time organizador. Não foi difícil confiar na proposta e me abrir a ela. E não me arrependi.

A fase preparatória foi relativamente simples: conversar com as pessoas humanas e não humanas da casa para prepará-los para meu voto de silêncio, avisar família e amigos que estaria ausente por alguns dias, separar a comida necessária para o período do retiro, preparar um canto da casa para as práticas que fosse tranquilo e confortável, colocar pilhas novas no despertador. O que viria depois, nem eu nem ninguém saberia dizer ao certo.

Por cerca de quatro dias, criou-se uma atmosfera de companheirismo e apoio mútuo que eu não imaginava que pudesse acontecer no espaço online. Era como se todos os participantes do retiro tivessem ingressado em minha casa e eu na deles. De repente, tive a sensação de que Tashi estava sentado em meu sofá, generosamente compartilhando todo o seu conhecimento, e que todos nós estávamos sentados ao redor dele, como irmãos que somos. É verdade que estávamos geograficamente distantes, mas a sensação de grupo estava presente, independentemente da localização. Já não haviam mais barreiras físicas, e o que permaneceu foi a vontade de estarmos juntos, unidos por um propósito comum.

A disciplina e a atenção de todos – especialmente dos organizadores – deram toda a sustentação necessária para que o retiro fosse uma experiência profunda e reveladora. Aliás, se existe uma grande diferença entre o retiro presencial e o virtual é a possibilidade de exercitar a autodisciplina. No retiro virtual, apesar de o grupo estar reunido com frequência e os organizadores estarem à disposição para prestar assistência, é muito mais desafiador trabalhar a disciplina, a capacidade de automotivação e o olhar para dentro. Sinto que renovei meus votos de autocuidado e compaixão graças a essa experiência.

Sou profundamente grata pelo que vivi e pelo que me foi ensinado e espero de todo coração que esse trabalho chegue para mais e mais pessoas.

 

BIO

Eu sou Paula Cardoso e estou atualmente como advogada da Mercy For Animals no Brasil. Considero-me uma pesquisadora, moderadora, mediadora e ativista pelos direitos dos animais humanos e não humanos. Para mim, duas das coisas mais poderosas que os humanos podem fazer é organizar redes de apoio e ser radicalmente autênticas.

 

Click here for the recordings of the Retreat

Click here to read the experience of Molly Tamulevich (English) and click here to read the experience of Lorena Mucke (Spanish)